Pegada Ecológica

Que marcas você quer deixar no planeta? Calcule sua Pegada Ecológica.

quarta-feira, 19 de maio de 2010

Maioria da população desconhece o conceito de sustentabilidade, segundo estudo

Pesquisa também aponta São Paulo e Porto Alegre como as praças mais "ativistas" em práticas sustentáveis.

A preservação do meio ambiente já não é uma preocupação restrita às classes sociais brasileiras com maior acesso à informação, estendendo-se também, nos últimos três anos, aos segmentos C e D. Mas as ações governamentais, de ONGs e da iniciativa privada não têm sido suficientes para ampliar o nível de conscientização da população.

Atenta ao impacto desse fenômeno nas intenções de consumo do brasileiro, a TNS Research International, líder mundial no segmento de pesquisas customizadas, elaborou um estudo com enfoque em sustentabilidade, concluído no primeiro trimestre deste ano. Após 1.500 entrevistas com homens e mulheres de 18 a 60 anos, realizadas nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Salvador e Porto Alegre, o levantamento constatou que, na prática, a população brasileira ainda se mantém distanciada das chamadas práticas sustentáveis. "Estamos num estágio embrionário como agentes da 'revolução verde', afirma Elizabeth Salmeirão, diretora da área de Varejo da TNS Research International. Segundo a pesquisadora, embora 67% dos entrevistados estejam, atualmente, mais preocupados com o tema, ainda é expressiva a parcela de pessoas (8%) que não têm nenhuma familiaridade com o assunto.

Curiosamente, não são os jovens, mas pessoas com mais de 45 anos, em especial as mulheres da classe C, de São Paulo e de Porto Alegre, o público que demonstra maior grau de envolvimento com a questão. Os mais jovens também têm algum envolvimento com o assunto mas, de acordo com a os resultados da pesquisa, isso não se reverte em práticas sustentáveis.

Três perfis distintos de entrevistados foram identificados no estudo. Os "engajados", aqueles que mantêm atitudes cotidianas em relação à sustentabilidade e consomem produtos "verdes" e representam apenas 4% do total da amostra. Já os "envolvidos", maior parcela do público pesquisado (51%), adotam práticas de economia de água e luz, mas o fazem por economia e não pela conscientização. Por último, os "ausentes", que representam quase a metade da população (45%) e mostram-se indiferentes a essa problemática, revelando pouca ou nenhuma familiaridade com o tema. Eles estão concentrados no Rio de Janeiro e em Salvador.

Continue lendo:

Maioria da população desconhece o conceito de sustentabilidade, segundo estudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Artes do Sul - Informação, Arte & Tecnologia

Dicas, Informação & Liderança

EcoManagement

Ambiente Energia

Dicas - Dicadedica

Sustentabilidade, Meio Ambiente, Economia, Sociedade e Mudanças Climáticas.

Faca Parte do EcoD

Hora do Planeta

Hora do Planeta 2009.

Greenpeace